VW: coronavírus custará R$ 40 bilhões à indústria de carros só no Brasil

Em video-conferência com jornalistas nesta quinta-feira (23), o presidente da VW do Brasil e América Latina, Pablo Di Si, comentou como a empresa está convivendo com a pandemia do coronavírus e como se prepara para a volta à rotina, quando houver flexibilização da quarentena.

Segundo Di Si, no momento, o foco da empresa é cuidar de seu caixa na região. Mas a VW se preocupa com toda a cadeia automotiva, que inclui empresas menor e com menos fôlego para atravessar a crise, com os fornecedores de auto-peças.

De acordo com o executivo, a estimativa é de que a indústria gaste nos próximos quarto meses o caixa equivalente a quatro anos de investimento.

Mais precisamente, Di Si revela que um estudo feito pelo setor calculou que será necessária uma injeção de R$ 40 bilhões de toda a cadeia automobilística do país para sustentar as operações no período.

Sobreviver à crise passou a ser o mais importante e a primeira consequência dessa mudança de prioridades é o congelamento de investimentos que estavam previstos.

No caso particular da VW, a empresa se preparava para iniciar um novo ciclo de investimentos, para lançamentos de novos produtos, que agora foi adiado.

Leia mais aqui: https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/vw-coronavirus-custara-r-40-bilhoes-a-industria-de-carros-so-no-brasil/


Fonte: https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/vw-coronavirus-custara-r-40-bilhoes-a-industria-de-carros-so-no-brasil/